segunda-feira, 20 de julho de 2009

Espesso

*
*
Ela esperava um taxi sob as duas da tarde. Alguns pedestres caminhavam depressa, entregados à tarefa de reencontrar-se com seus próprios pensamentos.
Outros estavam sentados na praça, ocupados com tediosas conversas enquanto borboletas brancas voavam aos arredores do parque.
Então ela se deu conta que o tempo estava espesso. O relógio da praça se deteve, os carros pararam, os gestos de converteram em sonhos congelados e as borboletas decoraram o espaço com pintas brancas.
Nesse preciso instante viu a luz verde de um taxi e não pôde levantar a mão.
*
*
*

8 comentários:

SAULO PRADO disse...

Para quem deixa seus sentimentos fluir, até mesmo a espera de um taxi pode ser magica...

Adorei o sua poesia denominada classe media "media classe"...

Natália Cristina disse...

Esse foi um dos textos mais lindos que já vi por aqui. Ou melhor: se não um dos mais lindos, já que beleza é subjetiva, foi o que mais me tocou.

Pois é, sumi... Comecei a fazer freelas pra uma empresa de internet; a faculdade e o TCC também estão me tomando quase todo o tempo. Um caos. Mas a gente sobrevive enquanto as borboletas brancas ainda voarem, certo? rs...
Na real estou atualizando ainda outro blog, que me ajuda a acompanhar o tcc (vou fazer um livro-reportagem - ou melhor, tentar fazer um). Quando estiver sem fazer nada, é http://antesdolivro.blogspot.com . Não tem o mesmo charme com as palavras, mas também fala de um mundo a parte (ahn ahn), rs.
Beijos!

YEs ArT's disse...

muito bonito, as vezes temos vontade de fazer alguma coisa e deixamos essa oportunidade passar, coitada da menina do taaxi.
bju te amo

Gleidston disse...

Eis aqui um belo texto,quantas vezes não nos deixamos levar e acabamos mesmo por perder oportunidades que a vida nos apresenta,por estarmos presos as lembranças,parabéns senhorita.

desejo á voce um exclente fim de semana.

big bjcss

Ígor Andrade disse...

Daria uma canção...
Abraço, Laura!

Carlos Howes disse...

Não pare no tempo, ou o tempo pode te parar. È um trocadilho barato, mas prático.

Ao contrário dos meus comentários, teus escritos estão bem inteligentes, isso é o que está valendo. ;)

F. Reoli disse...

Gosto de textos assim: claustrofóbicos...
Beijos

Mariana Tatos disse...

linda!!
voltarei mais vezes por aqui...
bjkitas
Mari